20.2.15

Das razões de ter um blog


     Sempre questionei meus motivos para ter um blog. Nesses seis anos de aqui vi muitos espacinhos amados se fechando por desânimo com a blogosfera. É impossível não matutar sobre as minhas razões  de, apesar de tudo, ainda ter esse espacinho aqui.  Eis que conclui que ter um blog pra mim é como pensar alto. De certa forma, organizar de maneira ''entendível'' as suas ideias te faz ter  clareza e mais: compartilha-las é ótimo. Nessa minha pessoa tão introvertida, expor minha bagunça de forma que eu me orgulhe é um super exercício que me rendeu/rende ótimos amigos e experiências. Quando eu elejo algumas imagens dos meus sei lá, 6 mil pins, eu aprendo que calça cigarrete pode cair bem em todo mundo. Inclusive em mim e em você. Eu não quero chegar aqui como se eu soubesse de algo. Eu quero convencer a mim mesma que eu sou capaz de me ver bem no que eu quero e quem sabe, com alguns argumentos, mostrar que se eu posso, vocês podem. Todos nós podemos.

fonte: link
    Quando criança eu brincava que tinha uma revista. Achar algo legal e registrar aqui em formas de colagens e pesquisas ainda é como aquelas brincadeiras de antigamente, só que com muitos mais recursos e leitores (risos). Com o blog, descobri minha paz nas horas de photoshop e colagens, minhas habilidades para cavucar a internet, exercitar a superação em HTML ou até adquirir paciência tentando rodar PS em um computador de 2 GB de memória e mil anos de idade. No  meu canto virtual eu seleciono e disponho tudo que considero valioso e útil que acaba servindo e ajudando muita gente! É por isso que eu tenho um blog. Pra todo dia digitar minha url e ver o que acumulei de legal em todos esses anos (consultar meus tutoriais, 19 anos e memória péssima!) e pensar no que ainda posso oferecer para pessoas que eu talvez não teria chance de conhecer de outra maneira.

  Resumindo: é incrível!
Vocês todos (as) deveriam tentar! ;)
 
 

13.2.15

Entendendo as calças curtas: cigarrete

Antes de tudo: Risquei mais um item da minha lista de 101 em 1001! E foi um muito especial: passei em moda na ufg! ^-^

Entendendo as calças curtas: cigarrete

*Posso ter nomeado equivocadamente, pesquisei mas ainda não descobri a diferença entre cigarretes e capri! Como nas lojas, essas calças mais curtas são vendidas pelo nome cigarrete resolvi prosseguir assim :D

Sempre tive um crush por barras dobradas e tornozelos de fora, mas, por ser alta e sofrer da síndrome de todas-as-calças-ficam-curtas, oscilava entre me sentir bem com a roupa e acha-la pequena pra mim. Aí resolvi expor meu humilde moodboard para não só me inspirar como convidar vocês a experimentar também! :P

Entendendo as calças curtas: cigarrete

Tem de brim, jeans, couro (?). A impressão que me dá além da bossa de costume é que, ao mostrar os tornozelos quebra toda aquela coisa de emendar calça com tênis, sapato ou sapatilha. Sabem? Ainda mais se a calça for comprida, vira uma embolação só!

Entendendo as calças curtas: cigarrete
Elas podem ser dobradas ou simplesmente serem mais curtas. A ''curteza'' também varia. Pessoas mais experts me corrijam por favor!
Enfim, eu acho que valoriza o sapato e deixa tudo muito gracinha. Tem quem acha que engorda, achata, desvaloriza... mas eu discordo. Acho que tudo é possível quando você explora mais e encontra um jeito que te agrade, viu?
Entendendo as calças curtas: cigarrete

Mais um fator favorável:  a Audrey só usava calça assim! Acho que pinar imagens dela loucamente pelo pinterest resgatou essa vontade no meu inconsciente! hahaha.

Entendendo as calças curtas: cigarrete

Linda, né? Acho que vocês deviam experimentar e colocar esses tornozelos para respirarem! :)

fonte: 1, 2, 3, 4
         1, 2, 3, 4

Beijos!
 
 

11.2.15

Novo layout e uma breve retrospectiva de headers

Oi! Tava sumida porque fiquei uns dias agoniada querendo mudar o blog. Tá, não sou profissional e não tá nada surpreendente, mas só essa mudança de ares já melhorou muito. O que acham? Eu sempre ignorei o conceito ''identidade visual'' pois meu blog muda tanto e eu já faço tantas colagens, é difícil bolar algo ''enxuto'' mas que me descreva (novamente, sou amadora!) então vou mudando.. e com prazer! HAHAAH
Então, fui no meu picasa resgatar uns headers antigos (cada um tem uma resolução diferente..) e constatei que o blog existe até hoje (seis anos!) praticamente pelo meu amor por fazer colagens nonsense e de quebra ter onde posta-las! rs. Considero que eu era muito mais criativa do que agora, a gente vai mudando muito, né?

(vão ter coisas que eu não deveria ter usado por direitos autorais, mas eu era uma criança, ok? Não faço mais! hahaha)

Coisas que eu amava (amo): letra cursiva (check), McFLY: (check), Audrey (check), roxo e rendas (check)


Outra fase com o InuYasha dessa vez.

Mesmo estilo da primeira! Só que agora tem Beatles! rs

(perdão pessoas das quais peguei imagens levianamente no we heart it e usei sem dar créditos)


Mudei o nome do blog e fui ficando mais básica, rs

Época do fundo preto!
Quando ganhei a minha mesa digitalizadora hahahaha
O mais recente!

-
Tive uma fase incrível, quando minha amiga Gabi fez um background e um header todinho com a Monroe, Hepburn e a Clarice Lispector! Era muito lindo, pena que perdi. A Gabi também fez um background todo da Catwoman pra mim, mas novamente, perdi. Foi uma época maravilhosa, queria encontra-los! ):

Depois falo melhor da aparência atual do blog, agora tá tarde e eu tô super com sono! hehe

beijos!


3.2.15

Livros e filmes de Janeiro/2015

Bom, esse blog, antes do que tudo é um '''''''''diário''''''' que eu escrevo coisas pra mim, exercito minhas colagens e fotos e registro coisas que podem ser úteis. Já me vi consultando meu próprio blog milhões de vezes (rs). Pensando nisso resolvi adquirir o hábito de registrar os filmes e livros lidos por mim por mês (pra debater sobre e receber/dar indicações) e também fiz uma lista de 101 coisas em 1001 dias, já que eu AMO listas e riscar itens é uma coisa que me dá muita satisfação! HAHAH
Livros e filmes de Janeiro/2015
background: fonte

Li apenas dois livros (Não tava numa fase muito literária). Minha lista de livros é pequeníssima, mas a de filmes é enorme (524). Vinicius certa vez me disse que eu não posso ficar adicionando filmes enlouquecidamente na minha lista, pois seria impossível ver todos. Fiquei triste, risos.
Obs: as notas são dadas baseadas apenas no meu gosto pessoal, não garantem nada em termos técnicos! rs
Obs2: Se você já sabe do que se trata o filme, pode pular a parte de sinopse! Sei que o post ficou grande :/

Livros e filmes de Janeiro/2015
- O Cavalheiro Solitário:
 Sinopse do Filmow: ''O índio guerreiro Tonto (Johnny Depp) conta a história não conhecida que transformou John Reid (Armie Hammer), um homem da lei, em uma lenda da justiça. É uma acelerada viagem cheia de surpresas épicas e muito humor sobre os dois improváveis heróis que precisam aprender a trabalhar juntos e lutar contra a ganância e a corrupção.''

 Minha opinião: Gostei muito, apesar de não ser a minha temática preferida. O filme tem partes meio pesadas, o humor não é escrachado (de inicio) e fiquei ansiosa pelos personagens em muitos momentos. Só estranhei um pouco a mudança de ''mood'' do filme, que termina completamente ''engraçadão'' apesar da ocorrência dos fatos. Lembra demais Piratas do Caribe, pelo estilo, tem até Depp com o jeitinho Jack Sparrow sempre! hahaha

- Tim Maia 
Sinopse do Filmow: ''A vida e a arte de Sebastião Rodrigues Maia, mais conhecido como Tim Maia, músico de criatividade avassaladora e temperamento explosivo que transformou a música brasileira com doses irresistíveis de funk e soul. O filme recria sua trajetória desde a adolescência na Tijuca, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro, onde começou a carreira ao lado de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, passando por sua temporada em Nova York.''
Minha opinião: Tá. O filme é ótimo, Tim Maia é genial, a estética é bonita e até chorei no final, mas pqp. Mas são 140 minutos alternando sem dó entre torcer pelo Tim Maia e sentir gastura por ele ser muito cabeçudo. Fortes emoções. Teve Mallu fazendo uma cena cantando Nara Leão, mas foi tão rápido que mal senti, haha. Tirando que a biografia foi levemente tendenciosa algumas vezes.


 - Dallas Buyers Club
Sinopse do Filmow: ''O filme conta a história de Ron Woodroof, um eletricista heterossexual de Dallas que foi diagnosticado com AIDS em 1986, durante uma das épocas mais obscuras da doença. Embora os médicos tenham lhe dado apenas 30 dias de vida, Woodroof se recusou a aceitar o prognóstico e criou uma operação de tráfico de remédios alternativos, na época ilegais.''

Minha opinião: Gostei DEMAIS. Nesse filme o Ron é o maior casca grossa cabeçudo mas nesse caso foi bom, o cara dava o foda-se para os médicos quando eles diziam que ele só tinha 30 dias de vida. Achei massa. O personagem começa TODO e absolutamente babaca e sofre mudanças incríveis ao longo da história. Faz milagres junto com sua amiga e parceira de negócios, a trans Rayon (Jared Leto) que me fez chorar muito.
Livros e filmes de Janeiro/2015

- A vida secreta de Walter Mitty
Sinopse do Filmow: ''Walter Mitty (Ben Stiller) é o responsável pelo departamento de arquivo e revelação de fotografias da tradicional revista Life. Ele é um homem tímido, levando uma vida simples, perdido em seus sonhos. Ao receber um pacote com negativos do importante fotógrafo Sean O’Connell (Sean Penn), ele percebe que está faltando uma foto. O problema é que trata-se justamente da foto escolhida para ser a capa da última edição da revista. É quando, Walter é obrigado a embarcar em uma verdadeira aventura.''

Minha opinião: Foi desse filme maravilhoso que tirei uma das minhas quotes favoritas ''Beautiful things don't ask for attention''. Apaixonada! É lindo, lindo, lindo, lindo. A busca do Walter pela foto perdida transformou ele em um outro cara, tipo uma jornada de amadurecimento, sabe? No filme mostra a total entrega dele pela busca, investigando negativos perdidos e fazendo coisas louquíssimas, hahaha. Sei que minha descrição foi terrível mas recomendo demais :)

- Flores Raras (em português)
Sinopse do Filmow: ''Ambientado no Brasil dos anos 50, o filme contará a história do relacionamento entre a poeta norte‐americana Elizabeth Bishop e a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares. Extremamente rico e, ao mesmo tempo, bastante conturbado, esse relacionamento rendeu frutos que são marcos artísticos universais: de um lado, a poética de Bishop, cujo auge ocorre exatamente no período brasileiro da poeta; de outro, a idealização e construção do Aterro do Flamengo, obra arquitetônica mundialmente conhecida, nascida do gênio delirante de Lota.''

Minha opinião: Tá,  o contexto é riquíssimo em informações sobre a história do Aterro do Flamengo, das obras da Bishop e etc, mas algo me incomodou, e foi na Glória Pires (ou na Lota), não sei. Talvez eu tenha achado a Glória forçada no papel ou pior: tenha achado a Lota meio, muito marrenta. Tá que a Elizabeth Bishop parece um passarinho molhado de tanta delicadeza e fragilidade, mas achei que a diferença de personalidade das duas foi ressaltada de forma muito bruta, sendo que nem me fez sentido, às vezes. Tudo é meio brusco, as mudanças de humores te deixa assim ?????. Mas, apesar de tudo, gostei do filme. Não foi perca de tempo!

- Persuasão (2007)
Sinopse do Filmow: ''Solteira e infeliz, a jovem Anne Elliot (Sally Hawkins) ainda tem de lidar com as dificuldades financeiras de sua família. Por obra do destino, o capitão Frederick Wentworth (Rupert Penry-Jones) retorna à vida de Anne oito anos depois que a família dela a aconselhou a não aceitar o pedido de casamento dele. Ocorre que Wentworth está rico e rodeado de belas mulheres - todas evidentemente interessadas na fortuna dele.''

Minha opinião: Não vale falar, já que amo Persuasão. Gostei muito da forma em que a Anne é retratada: Aparentemente fraca e sem opinião. Mas aos poucos vamos entendendo que a personagem não é nada disso, a opinião dela é sempre estimada e tem um caráter muito forte, já que fica assistindo o amorzão da vida ser paquerado o tempo todo sem esboçar/sentir nenhum sentimento egoísta e nem desejar mal para a pretendente mor. O filme é de um jeito que acho esquisitinho, tipo a câmera andando atrás da atriz, sabe? Meio creep, mas gostei muito do filme em geral!

Livros e filmes de Janeiro/2015

Sinopse do Filmow: Gretta (Keira Knightley) e Dave (Adam Levine) são namorados de longa data e parceiros na composição de músicas. Quando ele consegue um contrato com uma grande gravadora em Nova York acaba deixando tudo para trás, inclusive Gretta. Mas a vida da jovem tem uma nova virada quando ela conhece Dan (Mark Ruffalo), um produtor musical falido que a vê cantando em um bar e se encanta com seu talento.

 Minha opinião: MELHOR FILME EVER, é lindo e nada clichê. Não sei como pude quase me esquecer. Gente, tudo nesse filme me encantou, desde do figurino à trilha sonora, tudo! O final é de arrepiar e pelo menos eu, senti uma ligação super forte com os personagens, foram altas emoções, hahahahah. Lost Stars ficou na minha cabeça por séculos. Depois vou fazer um post só sobre o figurino.

Livros e filmes de Janeiro/2015
- Persuasão
Sinopse do Skoob: ''Anne Elliot que se apaixonara pelo pobre, mas ambicioso jovem oficial da marinha, capitão Frederick Wentworth. A família de Anne não concorda com essa relação e a convence romper seu relacionamento amoroso. Anos após Anne reencontra Frederick, agora cortejando sua amiga e vizinha, Louisa Musgrove.''
Minha opinião: Eu tenho muito carinho pelas obras da Jane Austen. Ela retrata muito bem o contexto da epoca, sendo sutil e irônica ao mesmo tempo. Amo mesmo. Diferente da Elizabeth Bennet, Anne Elliot é tão docinho mas tão docinho que dá raiva, e o Frederick tão bruto que você fica pensando ''desnecessário, cara''. Mas aos poucos você vai compreendendo os dois!

- Extraordinário
Sinopse do Skoob: ''O livro conta a história de Auggie, um menino que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial. Em um manifesto em favor da gentileza, ele enfrenta uma missão nada fácil quando começa a frequentar a escola pela primeira vez: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.''

Minha opinião: Livro incrível! No inicio, senti pena do Auggie, apesar de ele ser um menino muito forte que dificilmente usa da auto-piedade, mesmo assim, senti. Só que o mocinho é de uma grandeza incrível e o livro é uma super lição de vida que a aparência dele vira só detalhe. Recomendo (apesar de todos já terem lido!)
Beijos. Se vocês tiverem alguma sugestão para diminuir o tamanho desse tipo de post, agradeço. Tentei resumir mas fiquei com medo da sinopse fazer muita falta!
Follow on Bloglovin

31.1.15

Crazy Cactus Lady


Crazy Cactus Lady


O dia tava legal para umas fotos. Aproveitei para testar uns presets novos e apresentar alguns dos cactus daqui de casa. Um deles mora em um baldinho, assim como outras suculentas que mostrarei depois. Esqueci de fotografar os cactus mais legais: dois gigantes e um com flor! Deixa para a próxima ):

Crazy Cactus Lady

Crazy Cactus Lady

Crazy Cactus Lady

Crazy Cactus Lady

Crazy Cactus Lady

Crazy Cactus Lady

Crazy Cactus Lady
 E algumas acerolas

Sobre o gatinho: Foi difícil conciliar tantos nomes em casa! Acabou que Martin ganhou na enquete. Mas meu irmão queria Bob e meu pai Bill. Ficou Martin Luther Bob Bill, hahahaha, brincadeira. Ficou só Martin, mas alguns preferem chama-lo de Tim, não sei se por se chamar Martin, ou por ser chamado muitas vezes de gatim. HAHAHAH. Tem também que eu, por zoeira, o chamo de Martinho (da Vila) HAHAHA.

Beijos e obrigada pelas sugestões!